Aspen: o resort de esqui favorito dos brasileiros tem clima hype

CASA DE CÂMBIO - CAMBIO - JOINVILLE - COTAÇÃO - VIAGENS - CÂMBIO - JARAGUÁ DO SUL - JARAGUA - CASA DE CAMBIO JARAGUA DO SUL - CASA DE CAMBIO JOINVILLE - REMESSAS INTERNACIONAIS - CÂMBIO IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO - MONEY GRAM - REMESSA EXPRESSA - COTAÇÃO - MELHOR CÂMBIO - ONDE FAZER CÂMBIO - sex, 04 de outubro de 2019 às 11:10


O Colorado liberou o uso da cannabis e Aspen entrou na onda - mas não se engane: o resort continua fashion e friendly



A minha primeira surpresa em Aspen, destino por vezes associado a uma confaria de jovens brasileiros endinheirados, foi a ausência de ostentação. Eu arriscaria dizer que a Vila Capivari, em Campos do Jordão, padece mais de vaidade. Em poucos destinos desta viagem, principalmente na Europa, minha polar cáqui passou tão despercebida. Eu até encontrei algumas dondocas em casacos de pele, mas eram elas que pareciam over.

Aqui, mesmo o vaporoso lifestyle na neve exibe contrapesos surpreendentes. Enquanto Vail espalha esculturas aos quatro ventos, quase como um atestado de culpa, Aspen preserva um hotel da legítima escola Bauhaus, o low-profle Meadows, e inaugurou recentemente o novo prédio do Art Museum, um cubo coberto com as treliças típicas do japonês Shigeru Ban, vencedor do Pritzker 2014, que assina a obra.

Não exageremos, Aspen é menos hippie do que hype, mas até a fumaça das hot tubs (jacuzzis ao ar livre) está perdendo popularidade para outra, mais densa e aromática. Depois que o estado do Colorado liberou a cannabis para uso recreativo, a estação agiu rápido e qualquer cidadão com mais de 21 anos e passaporte original pode sentir-se na altitude sem subir a montanha – get high, como eles dizem.

Vila urbana e planejada, de quadras simétricas e prédios baixos, Aspen tem um comércio caprichado e charmoso, mas clean – há desde multimarcas de esqui até grifes como Prada, Gucci e Louis Vuitton. Apesar da fachada alpina de alguns hotéis, o aspecto geral é o de um meio-oeste contemporâneo, abastado e conveniente, fácil de ser percorrido mesmo a pé.

A night de Aspen
Além das noites animadas de nightclubs e casas de shows, como o BellyUp (onde vi uma banda de jazz) e o exclusivo club & lounge Caribou (que eu dispensei, apesar do nome na lista, porque era coxa demais), os bares dos locais me cativaram pela antropologia. Como o Red Onion, com noites de música ao vivo, karaokê e uma open mic night às segundas na qual gente como um pizzaiolo e um motorista de van sobem voluntariamente no palco para um improvisado voz e violão.

Junto com cinco desconhecidos, lá eu tomei um skishot, seis copinhos presos a um esqui que obrigam as pessoas a se alinhar lateralmente e entornar o uísque de uma vez, em sincronia.

No jantar, o japa Matsuhisa, do restaurateur e chef Nobu, compensa a localização subterrânea, a superlotação e os preços elevados com peixes fescos e pratos minimalistas, à altura da fama de melhor cozinha da cidade. Ao sair de lá, ainda fui matar a curiosidade no living do Hotel Jerome, ambientado à Velho Oeste como se estivéssemos na sala de uma casa aristocrática do século 19.

Localização

Floresta Nacional de White River, montanhas Rochosas, estado do Colorado, oeste dos Estados Unidos. Site oficial

• Temporada

Final de novembro a meados de abril (cerca de 144 dias). Confira os dias exatos no site oficial.

• Montanhas

São quatro: Aspen Mountain, que se ergue da vila, Aspen Highlands, para esquiadores e snowboarders avançados, a 5 quilômetros, Buttermilk, boa para intermediários, também a 5 quilômetros, e Snowmass, um amplo cardápio para iniciantes, a 14 quilômetros.

• Pistas, extensões e lifts: 76 pistas, 103 km, 8 lifts

São 335 pistas (513 km) e 42 lifts nas quatro montanhas, que não são interligadas. Em Aspen não há pista verde, e o programa Powder Tours leva num snowcat os experts para o backside da montanha. Em Buttermilk, 74% das pistas são verdes e azuis, e, em Snowmass, 53%.

Snowmass foi ampliada, com a nova área esquiável Burnt Mountain. Em Highlands, 52% das descidas são para avançados, que piram nos bowls. Em Aspen e Snowmass, o programa First Track leva você para esquiar cedinho, antes da abertura da montanha, com pista zerada.

Fonte: https://viagemeturismo.abril.com.br

Galeria de Fotos: